Intervenção Artística + infos

Intervenção Artística

POESIA ELEVADA

A Virada Cultural 2020, apresenta na Praça Roosevelt às 19h uma trupe de artístas negros circenses e performáticos onde espalharão poesia cantanda, em verso, em prosa em bixigas.

Com objetivo de trazer o sorriso e o encantamento por meio das palavras os cinco pernaltas trará poesias de artistas renomados e de inspiração popular. Elementos cênicos e instrumentos musicais também são incorporados na apresentação

A frente deste projeto, Aloysio Letra, Cantor e compositor da periferia da zona Leste, Letra compõe canções singulares e interpretações sensíveis das ancestralidades afro-brasileiras, numa MPB sambada e temperada, resultante de sua trajetória cantando em bares, saraus e de sua passagem por diversos grupos de São Paulo, entre eles Baque bolado, Balé Popular Cordão da Terra, Grupo Cangarussú e Abaçaí – Balé Folclórico do Estado de São Paulo. Atualmente Letra é cantor e percussionista no Bloco Afroafirmativo Ilú Inã, hoje circula em carreira solo com o pocker-show “Instantes”.

Local: Praça Roosevelt

Data: 12.12

Horário: 19h

ANHANGABAÚ: UM RIO DE LUZ E RESISTÊNCIA

A instalação “Anhagabaú: Um rio de luz e resistência”, do Studio Visualfarm, ocupará a nova fonte do vale com projeções, música, dança e arquitetura.
Com direção artística de Alexis Anastasiou, um dos VJs pioneiros na arte de videomapping no país, a instalação acontece das 19h de sábado às quatro da manhã de domingo, ininterruptamente, com projeções, imagens e texturas nas árvores e na fonte do vale. Ao mesmo tempo, um sistema de som emitirá uma paisagem sonora que dará vida à instalação visual. Além disso, em quatro momentos durante a noite, teremos apresentações de dança das Turmalinas Negras, grupo de performance paulista formado por garotas pretas. Essas apresentações serão feitas em dois momentos: sem a fonte estar funcionando e outros com a fonte ligada, criando um diálogo entre corpos humanos, tecnologia e água.

Artista/Coletivo: Studio Visualfarm

Local: Anhangabaú

Data: 12.12

Horário: 20h

ENCRUZAS E ENCRUZILHADAS: ANCESTRALIDADES E AFROFUTURISMOS

Beth Beli e o Coletivo Coletores propõem programação multimídia com projeções mapeadas e diferentes trilhas sonoras em intervenções urbanas que têm como suporte seis pontos/territórios de referência para a cultura negra de São Paulo.
O trabalho é baseado nas relações entre a ancestralidade afro-brasileira de diferentes territórios da cidade São Paulo em diálogo com as tecnologias digitais como ferramentas de ressignificação simbólica e inovação artística.

Artista/Coletivo: Beth Beli e Coletivo Coletores

Local: Largo do Arouche

Data: 12.12

Horário: 18h30

2 KM DE GRATIDÃO - A VIRADA DE SÃO PAULO

O evento de abertura da Virada Cultural de São Paulo será uma grande homenagem aos profissionais de saúde da cidade, que se sacrificam todos os dias cuidando da população. A ação contará com 300 artistas, dentre eles músicos, cantores e circenses, que se espalharão ao longo de seis quadras da Avenida Paulista para, ao som das "Bachianas nº 5" e "Trenzinho Caipira" do compositor Heitor Villa Lobos, aplaudirem e agradecerem a esses profissionais. Com direção de Nelson Baskerville, um grande flash mob tomará conta da avenida mais famosa da cidade de São Paulo em um evento inédito e inesquecível, que acontecerá seguindo todos os protocolos de proteção e distanciamento social. Concepção e Direção Geral: Nelson Baskerville
2ª Diretora: Thaís Medeiros
Coordenação Musical e Voz Solista: Marília Vargas
Coordenação de Produção: Lindsay Castro Lima e Mariana Mantovani
Arranjos: Juliana Ripke
Produção Gravação: Paulo Galvão
Mixagem, Masterização E Captação Da Voz Solista (M. Vargas): André Mehmari
Gravação/Captação Músicos e Coro: Adonias
Gravação violinos: Ana Rebouças, Henrique Oliveira, Alexandre Brito, Tales Navarro, Lucca Silva e Rodrigo Silva
Gravação Violas: Edmur Melo, Andreza Batistela e Renan Galvani
Gravação Cellos: Renato de Sá e Marcos Motta
Gravação Contrabaixo: Julio Nogueira
Gravação Madeiras: Daniel Allain - flauta, Michel Moraes - clarinete, Patricia Mastrela - fagote, Tatiana Mesquita - oboé
Gravação Metais: Vitor Ferreira e Edson Nascimento - trompas, Marcos Henrique - trombone, Leandro Lui e Gustavo Surian - percussão
Gravação Coral: Fernanda Ribeiro, Cassio Pereira, Ricardo Cerqueira e Fulvio Lima
Músicos responsáveis pelas quadras: Paulo Galvão, Michel Morais, Marcos Mota, Patrícia Borges, Tatiana Mesquita e Tales Navarro
Músicos Convidados: atuantes nas orquestras do Instituto Bacarelli e da Jazz Sinfônica, jovens cantores estudantes das escolas de música municipal e do estado de São Paulo.
Ilustração Faixas e Máscaras: Laerte
Figurino Marília Vargas: Marichilene Artisevskis
Designer Gráfico: Amanda Vieira
Circenses: Cia Circle
Atores: Ana Odália, Anna Galli, Amanda Quintero, Caio Silviano, Débora Veneziani, Henrique Reis, Jonas Ribeiro dos Reis, Maíra De Grandi, Maria Medeiros, Rafael Érnica, Rebecca Catalani e Tatiana Polistchuk
Captação de Imagens: Um Cafofo
Direção Geral De Imagem: Priscila Argoud e André Grynwask
Direção Técnica: Bruno Araújo
Câmeras e Editores: Flávio Moraes, Thaís Robaina, Lucas Serafim, Rafaela Browne, Claus Stellfeld, Guilherme Lefévre, Nicholas Zugaib, Laurent Ceglia Refalo, Marco Battistini de Almeida Muniz, Rafael Malta Lefévre, Luís Stoianova, Eduardo Bittar, Ewandro Consolmagno, João Cagnin e Jaqueline Pires
Técnico de Som: Fernando Wada
Técnico de Vídeo: André Kaneto

Local: Av. Paulista - Canteiro Central

Data: 12.12

Horário: 18h

SARAU DO BINHO

Artistas de diferentes linguagens fazem intervenções em diferentes áreas da cidade com grafites, lambe-lambes, cartas poéticas e motoboys e ciclistas espalhados pela cidade distribuindo poesia. O artista Marco Miranda fará Homopoéticus, um cavaleiro andante que declama poesias para seu público no Parque Arariba. Os agentes culturais Patricia Gonçalves e Binho vão distribuir livros com uma bicicloteca nas ruas do Campo Limpo, enquanto Andressa Lima e Deco Morais circulam pelas ruas do bairro vestidos de palhaços em seu Fusca, oferecendo poesia e música. A Coletiva Brincantes Urbanas apresenta amarelinhas poéticas em espaços públicos e o verso móvel Sound System circula pelas ruas da Vila Anglo, declamando poesias.

Local: Parque do Campo limpo e adjacências

Data: 12.12

Horário: 18h

LARP, LITERATURA E JORNADAS FANTÁSTICAS (RPG)

Larp, Literatura e Jornadas Fantásticas vem com a proposta de convidar o público para o universo dos Larps - jogos de representação de personagens - e suas histórias e jornadas fantásticas, apresentando a partir da Biblioteca Viriato Corrêa, palco de anos de parcerias em eventos onde a literatura fantástica está sempre no centro das atenções. O evento é uma transmissão pela web, ainda dentro dos protocolos de segurança por conta da pandemia do novo Corona vírus.

Artista/Coletivo: Confraria das Ideias

Local: Biblioteca Viriato Corrêa

Data: 12.12

Horário: 19h

SARAU CINEMATOGRÁFICO MASCATE CLUBE - CINECLUBE

Evento multicultural itinerante, idealizado pelo Coletivo Mascate Cineclube para promover a produção audiovisual e cultural das periferias paulistanas na região da Cidade Ademar/Pedreira na zona sul. O evento apresenta uma programação composta por exibições de filmes, bate-papos, intervenções musicais e poéticas, projeções audiovisuais com VJ, DJ, microfone aberto para o público e artistas participantes.

Artista/Coletivo: Coletivo Mascate Cineclube

Local: Comunidade Favela da Fumaça - Rua Nova Doroteia, s/n° (Campão), Balneário São Francisco/Pedreira

Data: 12.12

Horário: 19h20

SARAU CINEMATOGRÁFICO MASCATE CLUBE - CINECLUBE

Evento multicultural itinerante, idealizado pelo Coletivo Mascate Cineclube para promover a produção audiovisual e cultural das periferias paulistanas na região de Cidade Ademar/Pedreira na zona sul. O evento apresenta uma programação composta por exibições de filmes, bate-papos, intervenções musicais e poéticas, projeções audiovisuais com VJ, DJ, microfone aberto para o público e artistas participantes.

Artista/Coletivo: Coletivo Mascate Cineclube

Local: Praça Comunitária Maria Lígia de Nóbrega - Cidade Ademar - Casa de Cultura Itinerante Cidade Ademar

Data: 12.12

Horário: 19h30

SARAU EM CENA: CELEBRANDO

Música, poesia, breves contos e muita rima. Mas será que cabe também texto teatral? Sim!
Essa é a proposta da Cia. Clementine, que celebra a palavra - seja em monólogo, em diálogo, canção, desabafo ou textão.
Artistas convidados costuram o espetáculo, que saúda as obras de João Cabral de Melo Neto, Luís Gama, Ruth Guimarães, João Franscisco Guarnieri e Plínio Marcos.

Artista/Coletivo: Cia. Clementine

Local: Biblioteca Affonso Taunay

Data: 12.12

Horário: 21h30

PLÍNIO E SEUS MARCOS

Entendendo que as obras de Plínio Marcos se destacavam pela denúncia e protesto, a Cia. da M.A.T.I.L.D.E. propõe uma releitura das mesmas para o período atual, onde os conflitos de grupos sociais minoritários e marginalizados na sociedade se agravam. Suas peças, criadas para serem transitórias imagens de um momento de turbulência, transformaram-se em retratos perenes de uma estrutura social e econômica inexorável, que diante desta pandemia permeia não só as camadas mais vulneráveis de nosso país, como todos que diante do atual problema se assemelham aos excluídos como um todo. Com um recorte de cenas curtas de algumas de suas obras, essa intervenção artística faz um paralelo do período em que foram escritas as obras com o real momento presente tornando todos tão excluídos e confinados quanto os personagens “livres” do período militar.

Artista/Coletivo: Cia. da M.A.T.I.L.D.E.

Local: Biblioteca Raimundo de Menezes

Data: 12.12

Horário: 22h30

NÃO EXISTE MACHISMO LEVE! COM O COLETIVO HOMENS EM MOVIMENTO

Por meio de uma intervenção teatral, o Coletivo Homens em Movimento busca conscientizar o gênero masculino sobre a importância da luta contra o machismo, considerando o que ele representa, sua essência e o combate à misoginia, LGBTfobia e questões que envolvem toda a sociedade, como o feminicídio. A ação acontecerá nos prédios da Cohab José Bonifácio, com o objetivo de despertar aos homens para cada vez mais poderem falar abertamente no seu âmbito social, com amigos e familiares, sobre os medos, incertezas e fragilidades relacionados à masculinidade. O coletivo propõe debates, rodas de conversa, intervenção e uma vivência artística cultural, além do teatro.

Artista/Coletivo: Coletivo Homens em Movimento

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos

Data: 12.12

Horário: 18h

TECENDO ANCESTRALIDADES: NOSSOS FIOS VÊM DE LONGE

Intervenção artística que busca estabelecer diálogos entre pensamentos e escritos de mulheres negras, indígenas e periféricas ancestrais, que desenvolvem ações poéticas-políticas na atualidade, chamando a atenção para suas criações e ações na sociedade que ajudaram a tecer e constroem, todos os dias, no cotidiano da metrópole que teima em apagar suas memórias. Através da arte em pixels serão criadas letras e figuras que formarão o gráfico da proposta nas grades com técnicas de bordado, como ponto cruz, vagonite, ponto cheio, caseado, entre outros, com fios de malha, retalho e feltro ou outros que melhor se adequem ao suporte.

Artista/Coletivo: Samara Oliveira e Queila Rodrigues

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos - Casa de Cultura Raul Seixas

Data: 12.12

Horário: 18h

GALERIAS URBANAS DIGITAIS

Grupo de arte/intervenção urbana formado em 2008 na periferia da zona leste de São Paulo pelos artistas Toni Baptiste e Flávio Camargo com a proposta de trabalhar a cidade como meio e suporte para suas ações, a partir de conceitos como arte e jogo, arquitetura do precário, design social, arte interativa e arte relacional, além do trânsito entre diversas linguagens, como instalação, pichação, fotografia, interfaces de baixas tecnologias, game art, vídeo mapping e publicações impressas.

Artista/Coletivo: Hub Coletivo Coletores

Local: COHAB 2 - Espaços abertos e caixa d’agua

Data: 12.12

Horário: 19h

EMPENAS FEMININAS - RESULTANTE PESO

Compilado de projetos audiovisuais com a proposta de ocupar e realizar uma intervenção urbana na fachada de seis prédios da região do Minhocão. Em "Resultante Peso", dez obras audiovisuais de dez diferentes artistas (mulheres negras, mulheres gordas, mulheres trans, mães e PCDs), projetadas nas empenas dos prédios, irão questionar o papel social da mulher em diferentes circunstâncias, tendo em vista as relações de poder impostas aos seus corpos historicamente na construção de uma sociedade patriarcal.

Local: Rua Amaral Gurgel nº 452, nº 444, nº 360, Rua Major Sertório nº 342, Rua General Jardim nº 291

Data: 12.12

Horário: 21h

OMOLU ATOTÓ - RITUAL DE CURA DA CIDADE EM 3 PONTOS

Silêncio, o Rei está na terra. Ao som dos atabaques e xequerês, a fascinante figura de Obaluyiê, paramentado de suas palhas, irá se fazer presente através da dança, dos corpos negros, da música e da contação de história, reunidos pela arte numa mesma intenção: a cura de nossas almas que sofrem com esta pandemia. O espetáculo comemora as duas décadas de atuação em todo o país do coletivo TáDITO.

Artista/Coletivo: Coletivo TáDITO

Local: Ladeira da Memória, Escadaria do Bixiga, Estação da Luz

Data: 13.12

Horário: 10h / 12h / 14h30

FLORESCER - Um Pequeno Cortejo Para Colorir a Cidade

Chegará um tempo que em as ruas serão espaço de brincadeira novamente! Passada a tempestade, palhaços jardineiros saem para colorir a cidade com guarda-chuvas que soltam flores. São acompanhados por um triciclo sonoro e pernas de pau. Bolhas de sabão gigantes encerram o cortejo.

Local: Praça João Mendes

Data: 13.12

Horário: 13h / 14h / 15h / 16h

JARDIM SUSPENSO - GRUPO ARES

Espetáculo inédito do Grupo Ares, "Jardim Suspenso" é sobre os estágios deste sentimento demonstrado através da analogia com o ciclo da natureza. É sobre viver o florescimento das mais lindas poesias que nos fazem voar pelos céus, mas também o desequilíbrio que aterram em momentos de tragédia e luto. Assim como na natureza, todo fim é um novo começo, afinal é tão bom morrer de amor! E continuar vivendo...

Artista/Coletivo: Galeria Olido

Local: Galeria Olido

Data: 13.12

Horário: 10h e 13h

CORTEJO MUSICAL – TRIO UNIDOS DO SWING E PERNALTAS

Inspirado na tradição das festas de rua de New Orleans, na cultura do Carnaval Brasileiro e na linguagem das fanfarras de rua, o cortejo traz músicas autorais e temas consagrados de jazz, blues, ska, baião, maracatu e música de Carnaval, acompanhadas de performances de circo com artistas especializados em acrobacias e perna de pau.

Local: Centro Cultural Tendal da Lapa

Data: 13.12

Horário: 10h45

CONTOS ILUSTRADOS - LETRAS NEGRAS

O Episódio Letras negras trata da trajetória narrada e ilustrada, além de trechos da obra, das escritoras Maria Firmina dos Reis e Carolina Maria de Jesus - em duas partes, uma para cada autora. Com o distanciamento social resultante da pandemia da Covid-19, o Teatro Cartum encontrou no projeto Contos Ilustrados a possibilidade de continuar seus trabalhos e levar ao público, via internet, narrativas adaptadas de contações de histórias, peças teatrais, contos e romances, além de episódios inéditos, por meio desta proposta que une concepção de ilustrações, dramaturgia e música - cuja integração artística é captada em vídeo. Enquanto os atores narram o enredo, o artista visual ilustra o conteúdo acompanhado de trilha sonora original.

Local: Biblioteca Marcos Rey

Data: 13.12

Horário: 14h

CONTOS ILUSTRADOS - LETRAS NEGRAS (MARIA FIRMINA DOS REIS)

O Episódio Letras negras trata da trajetória narrada e ilustrada, além de trechos da obra, das escritoras Maria Firmina dos Reis e Carolina Maria de Jesus - em duas partes, uma para cada autora. Com o distanciamento social resultante da pandemia da Covid-19, o Teatro Cartum encontrou no projeto Contos Ilustrados a possibilidade de continuar seus trabalhos e levar ao público, via internet, narrativas adaptadas de contações de histórias, peças teatrais, contos e romances, além de episódios inéditos, por meio desta proposta que une concepção de ilustrações, dramaturgia e música - cuja integração artística é captada em vídeo. Enquanto os atores narram o enredo, o artista visual ilustra o conteúdo acompanhado de trilha sonora original.

Local: Biblioteca Paulo Duarte

Data: 13.12

Horário: 15h

CORTEJO MUSICAL – TRIO UNIDOS DO SWING E PERNALTAS

Inspirado na tradição das festas de rua de New Orleans, na cultura do Carnaval Brasileiro e na linguagem das fanfarras de rua, o cortejo traz músicas autorais e temas consagrados de jazz, blues, ska, baião, maracatu e música de Carnaval, acompanhadas de performances de circo com artistas especializados em acrobacias e perna de pau. O trajeto do cortejo será divulgado nas redes sociais do Tendal da Lapa.

Artista/Coletivo: Trio Unidos do Swing e Pernaltas

Local: Centro Cultural Tendal da Lapa

Data: 13.12

Horário: 11h

CORTEJO MUSICAL – TRIO UNIDOS DO SWING E PERNALTAS

Inspirado na tradição das festas de rua de New Orleans, na cultura do Carnaval Brasileiro e na linguagem das fanfarras de rua, o cortejo traz músicas autorais e temas consagrados de jazz, blues, ska, baião, maracatu e música de Carnaval, acompanhadas de performances de circo com artistas especializados em acrobacias e perna de pau. O trajeto do cortejo será divulgado nas redes sociais do Tendal da Lapa.

Artista/Coletivo: Trio Unidos do Swing e Pernaltas

Local: Centro Cultural Tendal da Lapa

Data: 12.12

Horário: 18h

ILUSTRA QUEBRADA

Através do grafite e do lambe-lambe, o artista busca trazer referências que dialoguem com a realidade do local e que tragam, para além de uma identificação, uma conscientização do momento atual da humanidade. Com o Coletivo Criô, o artista plástico Alef Rodrigues apresenta personagens lúdicos que trazem referências de variadas etnias e raças, com a intenção de refletir a rica diversidade dos moradores, a importância do uso da máscara e reforçar a conscientização dos cuidados necessários para manter a periferia viva e saudável nestes tempos de pandemia. Haverá atividade de lettering com textos de escritores brasileiros, dando ênfase a escritores negros conhecidos.

Artista/Coletivo: Coletivo Criô e Alef Rodrigues

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos - Casa de Cultura Raul Seixas

Data: 13.12

Horário: 18h

ENTRE LINHAS COM MARIA ROSA - ARTES VISUAIS - BORDADO

Intervenção com bordado no alambrado da quadra da Casa de Cultura São Rafael com dizeres relacionados à prevenção do COVID 19.

Local: Casa de Cultura São Rafael

Data: 12.12

Horário: 18h

INTERVENÇÃO INVOCADA

Inconformados de ficarem tanto tempo presos por conta da quarentena, um casal de clowns resolve morar na caçamba de uma caminhonete e decide andar pela cidade convocando seus pequenos cidadãos a saírem em suas janelas (e não se aproximarem) para dizerem o que eles gostariam de fazer quando tudo isso acabar. É assim que eles farão a Declaração dos Invocados. São seis intervenções pela cidade, com horários pré-agendados. Cada intervenção tem duração de 10 minutos e prevê que o público permaneça em suas casas/apartamentos.

Artista/Coletivo: República Ativa de Teatro

Local: Rua Capitão Sérvio Rodrigues Caldas, Rua Antônio Domingues de Carvalho,Rua dos Camarés, Rua Eudoro Lemos de Oliveira, Rua Conselheiro Moreira de Barros, Rua Voluntários da Pátria, Rua Garção Tinoco

Data: 13.12

Horário: 10h / 10h40 / 11h20 / 12h / 12h40 / 13h10

CABINES - POESIA SONORA

Instalações artísticas em forma de mobiliário urbano montadas em 10 pontos da cidade, com conteúdos históricos, literários e música paulistana de todas as épocas. Um cenário lúdico com sistema de som embutido. Alocados em pontos estratégicos, com grande fluxo de pessoas, os nichos servem como um momento de descanso e contato com conteúdos artísticos e culturais com curadoria especial, que se relaciona com os diversos territórios da capital paulista.

Artista/Coletivo: Celophane Cultural

Local: Largos da Batata , Largo do Arouche, Praça do Forró (Padre Aleixo Monteiro Mafra), Praça Floriano Peixoto, Praça Júlio César de Campos (praça da Igreja Santa Cruz de Parelheiros), Praça Oscar da Silva , Largo da Matriz do Ó, Largo do Rosário, Morro do Querosene, Avenida Paulista

Data: 12.12

Horário: 18h

CABINES - POESIA SONORA

Instalações artísticas em forma de mobiliário urbano montadas em 10 pontos da cidade, com conteúdos históricos, literários e música paulistana de todas as épocas. Um cenário lúdico com sistema de som embutido. Alocados em pontos estratégicos, com grande fluxo de pessoas, os nichos servem como um momento de descanso e contato com conteúdos artísticos e culturais com curadoria especial, que se relaciona com os diversos territórios da capital paulista.

Artista/Coletivo: Celophane Cultural

Local: Largos da Batata , Largo do Arouche, Praça do Forró (Padre Aleixo Monteiro Mafra), Praça Floriano Peixoto, Praça Júlio César de Campos (praça da Igreja Santa Cruz de Parelheiros), Praça Oscar da Silva , Largo da Matriz do Ó, Largo do Rosário, Morro do Querosene, Avenida Paulista

Data: 13.12

Horário: 18h

HÁBRAÇOS COHAB2 - ESPERANÇA E SOLIDARIEDADE NA QUEBRADA

Uma instalação de boneco com estrutura de ferro produzida com materiais de reaproveitamento soldado, modelada com decoupage de objetos sólidos, como papelão e plástico, revestida com papel machê e colagem de tecidos, pintura acrílica em cores vivas, como é tradicional na cultura popular, além de verniz resistente a água para preservar o trabalho. Com referência na arte Naif, o grupo de artistas coordenado por Iago Quinas vai representar de forma poética a solidariedade que foi potencializada para o momento atual. O trabalho ficará exposto em local público durante os dois dias da Virada Cultural 2020.

Artista/Coletivo: Cordão Folclórico de Itaquera

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos

Data: 12.12

Horário: 18h

HÁBRAÇOS COHAB2 - ESPERANÇA E SOLIDARIEDADE NA QUEBRADA

Uma instalação de boneco com estrutura de ferro produzida com materiais de reaproveitamento soldado, modelada com decoupage de objetos sólidos, como papelão e plástico, revestida com papel machê e colagem de tecidos, pintura acrílica em cores vivas, como é tradicional na cultura popular, além de verniz resistente a água para preservar o trabalho. Com referência na arte Naif, o grupo de artistas coordenado por Iago Quinas vai representar de forma poética a solidariedade que foi potencializada para o momento atual. O trabalho ficará exposto em local público durante os dois dias da Virada Cultural 2020.

Artista/Coletivo: Cordão Folclórico de Itaquera

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos

Data: 13.12

Horário: 18h

ILUSTRA QUEBRADA

Através do grafite e do lambe-lambe, o artista busca trazer referências que dialoguem com a realidade do local e que tragam, para além de uma identificação, uma conscientização do momento atual da humanidade. Com o Coletivo Criô, o artista plástico Alef Rodrigues apresenta personagens lúdicos que trazem referências de variadas etnias e raças, com a intenção de refletir a rica diversidade dos moradores, a importância do uso da máscara e reforçar a conscientização dos cuidados necessários para manter a periferia viva e saudável nestes tempos de pandemia. Haverá atividade de lettering com textos de escritores brasileiros, dando ênfase a escritores negros conhecidos.

Artista/Coletivo: Coletivo Criô e Alef Rodrigues

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos

Data: 12.12

Horário: 18h

ILUSTRA QUEBRADA

Através do grafite e do lambe-lambe, o artista busca trazer referências que dialoguem com a realidade do local e que tragam, para além de uma identificação, uma conscientização do momento atual da humanidade. Com o Coletivo Criô, o artista plástico Alef Rodrigues apresenta personagens lúdicos que trazem referências de variadas etnias e raças, com a intenção de refletir a rica diversidade dos moradores, a importância do uso da máscara e reforçar a conscientização dos cuidados necessários para manter a periferia viva e saudável nestes tempos de pandemia. Haverá atividade de lettering com textos de escritores brasileiros, dando ênfase a escritores negros conhecidos.

Artista/Coletivo: Coletivo Criô e Alef Rodrigues

Local: Cohab 2 - Espaços Abertos

Data: 13.12

Horário: 18h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Ana Maria Gonçalves, Heloísa Buarque de Hollanda, Luisa Geisler, Kaká Werá, Adriana Lisboa, Mário Magalhães e Paloma Franca Amorim

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 12.12

Horário: 20h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Ana Martins Marques, Conceição Evaristo, Itamar Vieira Junior, Luiza Romão, Raimundo Carrero, Sacolinha e Socorro Acioli

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 12.12

Horário: 22h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Carola Saavedra, Eliana Alves Cruz, Flora Süssekind, Luiz Antonio Simas, Márcia Kambeba, Ronaldo Correia de Brito e Ruy Castro

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 13.12

Horário: 00h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Allan da Rosa, Daniel Munduruku, Humberto Werneck, Luiz Ruffato, Mel Duarte, Tatiana Salem Levy, Wlamyra Albuquerque e Maria Esther Maciel

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 13.12

Horário: 02h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Aline Valek, Amara Moira, Edimilson de Almeida Pereira, João Silvério Trevisan, Joca Reiners Terron, Lívia Natália e Ricardo Lísias

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 13.12

Horário: 04h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Edyr Augusto, Felipe Munhoz, Franklin Carvalho, João Cézar De Castro Rocha, Maria, Valéria Rezende, Regina Azevedo e Veronica Stigger

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 13.12

Horário: 06h

CORO DE VOZES - BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A Biblioteca Mário de Andrade apresenta na Virada Cultural 2020 a programação especial "Coro de Vozes", intervenção online que apresenta a literatura como nascimento, vitalidade e promessa para a vida no pós-pandemia.
Reúne 50 autores e autoras das mais diferentes origens, gerações, regiões e estilos que gravaram vídeos com a leitura de trechos inéditos ou escritos nos últimos meses durante a pandemia - novos livros que estão sendo concebidos ou mesmo concluídos em dias de angústia, incerteza e readaptação por conta da Covid-19. Os vídeos contabilizam 16 horas. A transmissão começa às 20h do sábado, 12/12, no canal do YouTube da Biblioteca Mário de Andrade. Divididos em sete blocos, poderão ser assistidos depois, a qualquer momento, pois vão continuar no ar. Confira a programação.

Artista/Coletivo: Tom Farias , Micheliny Verunschk , Claudia Lage , Lu Ain Zaila , Eugenia Zerbini, Raphael Draccon e Ricardo Aleixo

Local: Biblioteca Mario de Andrade

Data: 13.12

Horário: 08h