Parque de Diversões e Cinema ao ar livre são as novidades desta edição

Foram cerca de 1.000 atrações em um fim de semana de programação intensa em mais de 100 pontos da cidade, entre espaços de cultura e lazer, palcos, tablados e cortejos

A 14ª edição da Virada Cultural, que ocorreu nos dias 19 e 20 de maio, esteve presente em mais de 100 espaços de cultura e lazer distribuídos por todas as regiões da cidade. Este ano, a Secretaria Municipal de Cultura inovou ao instalar um parque de diversões no Vale do Anhangabaú e exibir filmes de terror na Rua XV de Novembro.

Segundo o secretário André Sturm “é muito importante que a Virada Cultural deixe um legado e não seja apenas um evento de fim de semana”. Pensando nisso, a equipe da Secretaria Municipal de Cultura elaborou uma programação muito atrativa em todas as regiões da cidade. Também se preocupou em oferecer atividades para as pessoas fazerem entre os shows. O Parque de Diversões é um exemplo de sucesso desta iniciativa.

Esta edição da Virada Cultural teve como tema #todasasvozes. Além da pluralidade de estilos musicais, o evento abriu espaço para artistas de todas as idades, teve programação para toda a família e 75 atrações com acessibilidade comunicacional para pessoas com deficiência.

O Centro da cidade recebeu uma programação diversificada que contou com a presença de Geraldo Azevedo, Léo Jaime, Beto Barbosa, Double You, Elza Soares, IRA!, Paralamas do Sucesso, Fundo de Quintal, Inocentes, Otto, Jane Duboc e os cortejos com Pitty, Baby do Brasil e Tulipa Ruiz, Caetano Veloso, Olodum, É o Tchan e Sheila Mello e muito mais. Pelas ruas do centro, aconteceram intervenções artísticas e projeções luminosas nos prédios icônicos da cidade.

DESCENTRALIZAÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO
Pela primeira vez, a Virada Cultural aconteceu em alguns pontos da cidade como o Parque da Juventude e Arena Corinthians. Além destes espaços, Praça do Campo Limpo e Chácara do Jockey também receberam uma programação diversificada ao longo da Virada, pois são espaços que já tiveram aceitação do público no ano passado.

Centros Culturais, bibliotecas, teatros e Casas de Cultura, presentes em todas as regiões, tiveram apresentações de muitas linguagens artísticas voltas para todos os gostos.

NÚMEROS DO EVENTO
Mais de 1.000 profissionais da Guarda Civil Metropolitana (GCM) atuaram no evento. As equipes da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) informa que a operação de limpeza para a Virada Cultural contou com 2.979 agentes ambientais para a execução dos serviços de varrição e 554 equipamentos auxiliares para o armazenamento temporário de resíduos, sendo 339 cestos aramados, 180 contêineres, 10 contêineres roll-on/roll-off e 27 pontos de entrega voluntária (PEV).

Até o início da tarde deste domingo, foram recolhidas 61,2 toneladas de resíduos dos locais dos eventos e utilizados 450 metros cúbicos de água de reuso para a lavagem dos mesmos.

Nesta edição, a estrutura disponível contou com 49 ambulâncias de remoção, 24 ambulâncias de UTI, 465 bombeiros, 818 banheiros químicos, 106 banheiros químicos adaptados para portadores de necessidades especiais, 2.950 gradis.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) realizou 480 atendimentos, removendo 20 pessoas para rede hospitalar. A maioria dos casos foi relacionada à intoxicação exógena (como álcool e drogas).

Fotos disponíveis no www.flickr.com/smcsp